Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


22
Jul14

Notas ao dia de hoje #1

por Inês Rocha

- O pessoal do Sapo pôs claramente o carro à frente dos bois e já “puxou” o meu blogue para os destaques do dia. Tendo em conta que isto ainda agora começou e nada prova que vai a algum lado, só tenho a agradecer. Eu bem estranhei o “boom” de visitas e comentários! Obrigada Sapinho, bem-vindos, novos leitores!

 

- Descobri hoje que a Vodafone do Rossio é ainda pior que as Finanças em altura de IRS. Fiquei quase 1 (UMA) hora à espera para tratar de um assunto mega rápido. Houve lá um senhor que deve ter comprado 5 telefones e modificado 30 contratos, dada a quantidade de tempo que lá esteve. Valeu a simpatia da funcionária, que pediu desculpa pela situação sem eu ter sequer reclamado e se prontificou a ajudar para além das obrigações dela. Claro que a Vodafone tinha seis “guichês”, mas só três estavam abertos. É que os clientes pagam pouco e não têm mais nada que fazer, portanto fazê-los esperar uma hora é na boa.

 

- Mais incidente menos incidente, os professores lá fizeram a prova de acesso à carreira docente. Se é justo ou não, se a prova está bem feita ou não, se os sindicatos se portaram bem, se o governo foi razoável, muito há para discutir. Mas a minha pergunta é só esta: qual carreira?! Desde quando é que os professores contratados com menos de cinco anos de serviço têm uma “carreira”? Se o ministério se desse ao trabalho de dar condições de aprendizagem aos alunos e condições mínimas aos professores para fazerem o seu trabalho, uma das missões mais importantes da nossa sociedade, seria bem mais interessante do que este braço de ferro ridículo com a classe. Se acabassem com os mega-agrupamentos, que afastam decisões das comunidades escolares e aumentam a burocracia, que fazem dos professores autênticos estafetas, em vez de os concentrar num projecto individual de escola, é que mostrariam preocupação com a Educação dos nossos alunos. Mas não, Crato revela-se um ministro mercenário, sempre a olhar para as contas e menos para as pessoas. E depois faz estes exames ridículos que não provam nada e retiram ainda mais a réstia de dignidade que os novos professores tentam ter. Eles já são avaliados, todos os anos, na escola onde leccionam. Não será este exame um atestado de incompetência aos próprios colegas que os avaliam?

 

- Posto isto: hoje trabalhei excepcionalmente das 9h às 17h (a excepção prolonga-se por mais uns dias) e passei o dia com esta música na cabeça, que me fez recordar a minha bela infância:

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De Sofia Margarida a 23.07.2014 às 09:18

Que recordações boas que me trouxe essa música :D

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D



Passaram por cá:

hits counter
hits counter